Month: November 2006

Máquina de Antikythera decifrada

Finalmente descobriram que a máquina de Antikythera se trata de um aparelho usado para calcular a posição da Lua e outros astros segundo a teória eliptica de Hipparchos.

O instrumento foi criado por volta do ano 100 AC:
http://www.nytimes.com/2006/11/30/science/30compute.html?ei=5088

Um texto interessantíssimo sobre esta máquina pode ser lindo em:
http://www.ceticismoaberto.com/ciencia/antikythera.htm

Agora só precisamos recriar o aparelho.

Phrasal verbs

Resolvi criar este post com expressões em inglês usadas no cotidiano e phrasal verbs:

A:
above all = acima de tudo
at first glance = à primeira vista

at will = à vontade

B:
back out = desistir
break into = invadir
bring up = criar uma criança, levantar um assunto
burst out = explodir

C:
came out = saiu
carry out = realizar, executar
cheat on = trair
chill out = acalmar-se
clouds up = embaçar

cut back = cortar

D:
dole out = racionar, distribuir

F:
feel like = ter desejo de fazer algo, vontade de,
ferret out = desentocar
fizzle out = fracassar
freak out = perder o bom senso
figure out = descobrir

G:
get on = se relacionar bem com alguem, se dar bem com alguém
get rid of = livrar-se de
get up = levantar
give up = abandonar, desistir

H:
half-baked = mal-acabada (half-baked ideas = ideias mal-acabadas)
hand over = entregar, transferir, entregar (para polícia)
hash things out = esclarecer as coisas

huddle up = amontoar-se
hunker down = agachar

I:
in bartering over = em troca de (usado num acordo comercial)

J:
just about = quase

K:
keep on / go on / carry on = ficar, continuar
kick off = começar
kick out = expulsar

L:
let down = decepcionar
lies in = encontra-se em
look forward to = ansioso para ver ou para ter algo
look up = verificar
look up to = admirar
looking for = procurando

M:
make up = inventar uma estória, recuperar

P:
peter out = esmorecer, esgotar, falhar
pitch in = contribuir com com algo, fazer sua parte, dedicar-se intensamente ao trabalho
pick up = 1) pegar, 2) aprender
pull over = parar
put away = guardar

put off = adiar, postergar
put up with = tolerar alguém, aguentar alguém

R:
rule out = excluir
run out of = acabar, ficar sem

S:
set off = desencadear, começar, zarpar
shear off = cortar fora, reduzir
shelling out = pagar
shore up = escorar, fortalecer
singling out = destacar, selecionar, denunciar
stand out = destaca
stood out = destacou-se

T:
tear out = arrancar
the time has come for = Chegou o momento para
throw out = jogar fora, rejeitar, expulsar
trade off = troca, permuta, acerto, concessão

W:
wiped out = dizimado
wake up = acordar
worn out = esgotou, gasto, cansado, exausto
wound up = acabou

Salada mista

Precisei fazer um agente snmp para controlar remotamente a interface do baja-by-wire. Assim eu poderia atual no velocimetro e no tacometro de forma remota.

Para isso crei um agente contendo 3 variáveis (speed, rpm e temperature.

Então usando a IDE Glade criei um aplicativo GTK usando o componente GTKScale. Este componente comunica via memória compartilhada com o agente MIB do SNMP.

Para testar eu executo o snmpd:
# snmpd -c /etc/snmpd.conf

Em seguida executo o aplicativo gtk:
# ./control

E para verificar se está tudo funcionando executo o comando:
# snmpwalk -c meters -v 1 localhost 1.3.6.1.4.1.12619

Conforme vou mudando o slider do programa em GTK a saída do comando acima vai mudando.

Configurando o touchscreen eGalax no Linux

Carregue o módulo usbtouchscreen:

# modprobe usbtouchscreen

Rotacione os eixos X/Y que estão invertidos:

# echo Y > /sys/module/usbtouchscreen/parameters/swap_xy

Agora precisamos instalar o módulo evtouch no X, baixe-o do site:
http://stz-softwaretechnik.com/~ke/touchscreen/evtouch.html

Acrescente em /etc/X11/XF86Config-4 ou xorg.conf:
Section “InputDevice”
Identifier “touchscreen”
Driver “evtouch”
Option “Device” “/dev/input/event3”
Option “DeviceName” “touchscreen”
Option “MinX” “100”
Option “MinY” “1850”
Option “MaxX” “1930”
Option “MaxY” “250”
Option “ReportingMode” “Raw”
Option “Emulate3Buttons”
Option “Emulate3Timeout” “50”
Option “SendCoreEvents” “On”
EndSection

Para calibrar acrescente:
Option “Calibrate” “1”

Na sessão “InputDevice” acima e execute o calibrate.sh

Meu primeiro pacote para o OpenEmbedded

Resolvi portar o ipatience para o iPaq, então criei um pacote para o OpenEmbedded.
Pedi um bom tempo resolvendo erros que ocorreram durante a criação do pacote, e após fazê-lo funcionar descubro que os fontes do pacote não devem ser enviados ao repositório do openembedded, mas sim baixado direto do site do projeto.

Então tive que modificar a estrutura do pacote para fazer isso, no final deu tudo certo, e o pacote pode ser visualizado em:

http://bugs.openembedded.org/show_bug.cgi?id=1574

A conclusão que cheguei é que é preciso ter paciência para portar o ipatience. Não resisti à piadinha infâmia. Francamente, estas aqui são bem piorer: http://infamia.blogspot.com

GStreamer-ERROR

Provavelmente você já obteve esta msg de erro:

GStreamer-ERROR **: No default scheduler name – do you have a registry ?
aborting…

Or:

Failed to create the player: Couldn’t initialize scheduler.
Did you run gst-register?

Para resolver este problema apenas execute gst-register-0.8 como usuário normal, ou seja, com o usuário que você está tentando usar para ouvir a música.