Month: August 2006

A sua segunda vida está pronta

Saiu uma reportagem no Popular Science sobre o Second Life (http://www.popsci.com/popsci/technology/7ba1af8f3812d010vgnvcm1000004eecbccdrcrd.html), que é um ambiente virtual semelhante ao ActiveWorlds, porém com mais recursos (e mais financiadores).

Segundo a reportagem empresas como Wal-Mart, American Express e Intel estão estudando a possibilidade de usar o ambiente virtual do SL para realizarem seus treinamentos.

Resolvi testar a idéia, após criar uma conta apareceu a tela de download, mas não apareceu nenhuma versão para Linux, apenas Windows e Mac. Então enviei um email para eles perguntando sobre o suporte ao Linux, eles me responderam enviando a página para baixar uma versão alpha.

Creio que mais pessoas devem ter feito a mesma coisa, pois agora eles disponibilizaram para download a versão alpha na página de principal de download.

Fiquei com receio de usar o programa no meu computador, pois não tenho placa com aceleração 3D, tenho uma VIA S3 Unichrome Pro. Mas o programa iniciou sem reclamar do suporte a aceleração 3D, e mesmo não tendo aceleração 3D o programa ficou bastante “usável”, mais rápido que o Google Earth.

A princípio não notei muita diferença em relação ao ActiveWorlds (tudo bem, já faz mais de 5 anos que não entro no AW), porém em pouco tempo as diferenças surgem, com o suporte a stream de vídeo dentro do ambiente entre outros recursos interessantes.

Na reportagem a autora cita que realizou uma entrevista com os fundadores do SL no próprio ambiente virtual, ela não sabia chegar no local da reunião, mas quando chegou a hora da reunião recebeu um convite de teletransporte e lá estava ela pronta para começar a entrevista.

Um detalhe interessante: o SL conta com o apoio e financiamento de nada menos que Jeff Bezos, Pierre Omidyar e Mitchell Kapor. É importante também destacar que várias empresas de tecnologia estão começando a utilizar a idéia para treinamento e teleconferência.

Advertisements

Renomear automaticamente todas as MP3 do disco

O que fazer quando você tem mais de 20.000 músicas (mp3) e deseja renomear todos os arquivos seguindo um padrão comum para todas. Geralmente alguns arquivos possuem seus nomes truncados, resultado de cópia entre sistemas operacionais que não aceitam nomes de arquivos extensos ou má configuração do software de gravação de CD.

Felizmente existe um programa muito útil para resolver este problema, chama-se mp3rename. Como quase tudo no Debian, basta executar um apt-get e está lá o programa instalado e funcionando:

# apt-get install mp3rename

Agora precisamos definir qual o padrão iremos utilizar para o nome de arquivos, minha intenção é usar: (artista)-musica.
Para isso precisamos indicar ao mp3rename que é assim que desejamos renomear usando o seguinte comando:

# mp3rename -s ‘(&a)-&t’

Onde &a = artista e &t é título da música.
Você pode utilizar &t titulo, &b album, &y ano, &k trilha and &a artista.

Agora vamos executar o comando para varrer todo o diretório onde estão as músicas e executar mp3rename sobre elas:

# find /music -type f -print0 | xargs -0 mp3rename

A opção “-print0” diz para o find exigir o nome completo do arquivo, isso resolve o problema de arquivos com espaço no nome ou com o caracter nova linha (\n). Sem esta opção arquivos com espaço no nome seriam passados de forma incorreta para o xargs.

Executando uma aplicação na inicialização do X

Para que o X não execute o gerenciador de janelas padrão, mas sim a aplicação que você quer que inicie automaticamente modifique o arquivo:

/etc/X11/xinit/xinitrc

Mude a linha: (comente)
. /etc/X11/Xsession

para:

#. /etc/X11/Xsession

Neste mesmo arquivo coloque o aplicativo que você deseja executar, no exemplo abaixo estamos executando o aplicativo SIAPV dentro do gerenciador de janelas icewm:

xsetroot -solid darkslateblue
icewm &
siapv

Conectando SSH no PC a partir do iPaq

Quando tentei conectar via SSH no Linux Debian Sarge usando o iPaq recebi esta mensagem de erro:

root@ipqix:~# ssh 192.168.1.100
ssh: connection to root@192.168.1.100:22 exited: No auth methods could be used.

Para resolver este problema deve-se permitir o ssh “tunelar” a senha em texto puro editando o arquivo /etc/ssh/sshd_config e adicionando:

PasswordAuthentication yes

Mais 2 iPaq’s têm suas almas (digo chips) salvas rodando Linux

Não sei se estão sabendo, mas eu comprei um iPaq, na verdade comprei 2, um 3850 bom e um 3630 estragado. O 3630 não ligava por que segundo antigo dono durante a atualização do firmware alguém tropeçou no cabo de alimentação e desconectou o aparelho.

Eu sabia que o iPaq tem um modo de recover chamado “Parrot Mode” (modo papagaio, Parrot é o nome que a Compaq deu ao seu bootloader). Para meu azar descobrir que nem o Parrot Mode funcionava pois o bootloader estava corrompido, então teoricamente eu estava f****o.

Mas como tudo na vida tem um jeito, descobri que havia um forma de “hard wire” um cabo JTAG no processador do iPaq (StrongArm):

http://openwince.sourceforge.net/jtag/iPAQ-3600/

Soldei o cabo JTAG como explicado neste tutorial e tchan, funcionou!!!

Então usando Linux consegui instalar o Linux no iPaq que estava estragado e tomei coragem de instalar no iPaq bom. Para minha infelicidade o método padrão de instalação usa Windows e o ActiveSync da MS, mas tudo bem, eu consegui suportar 30 min. usando Windows.

Agora estou com os 2 iPaq’s funcionando, na verdade o que veio com defeito estava com problema na bateria também, estão só dá pra usá-lo ligado no cradle (na base de sincronização).