Month: November 2007

Andando de Segway

Ontem (23/11/2007) teve uma palestra aqui na universidade com um aluno de uma universidade alemã que criou um segway. O primeiro protótipo custou, segundo dele, mais de 2000 EUROS para ser construído, mesmo assim mais barato que o segway comercial que custa mais de 6000 EUROS. Isto porque ele comprou muita coisa pronta.

Já o segundo protótipo (que ele trouxe para o Brasil) saiu por menos de 1000 EUROS, ele construiu praticamente tudo usando componentes discretos e montados por ele mesmo.

Este é o cara que construiu o protótipo (Daniel Kurka):

segway

Este sou eu tentando andar no brinquedinho:

segway

A apresentação do Daniel pode ser baixada no site: (16MB)
http://www.daniel-kurka.de/scooter-all.pdf

O album completo com as fotos do evento pode ser visto aqui:
http://picasaweb.google.com/kurka.daniel/VortragPortoAlegre

Bye bye my iPaq bye!

Irei vender meu iPaq H3850 no mercado livre, como pretendo comprar um smartphone ano que vem então acho que será melhor me desfazer do PDA antes.

É uma pena ter que tirar o Linux dele, mas infelizmente as pessoas preferem o PocketPC (WinCE). Ele veio com PocketPC 2002, mas descobri que tem como atualizar para PocketPC 2003:
http://blog.crowe.co.nz/archive/2007/04/17/729.aspx

Então la fui eu baixar o firmware da versão 2003. Primeiro problema: a imagem do firmware que o “loadldr” usa é diferente da imagem que o bootloader Parrot da Compaq. Todo o cabeçalho é removido, inclusive aquela parte onde está o serial do dispositivo (perdi tempo modificando isso atoa). Felizmente alguém já passou por este problema antes e resolveu o problema pra mim:
http://www.netnow.ch/wiki/index.php?extracting%20PPC%20ROM-Images

No caso da versão que utilizei o offset é um pouco diferente:
dd bs=8 skip=32768 if=nk.nb0.bak of=new.img

Já o segundo comando é igual:
dd bs=1k count=32256 if=new.img of=new_root.img

Segundo problema: recebo erro de ACK durante a transmissão do arquivo utilizando o protocolo ymodem (o loadldr só suporta ymodem e xmodem). O upload vai tranquilo até chegar em 26.5MB, neste ponto ocorre um erro de ACK:

|Sending: ppc2002.img                                         |
|Ymodem sectors/kbytes sent: 212583/26572kRetry 0: Got 50 for |
|sector ACK                                                   |
|Retry 0: NAK on sector                                       |
|Retry 0: Got 32 for sector ACK                               |

Não tenho tempo pra investigar o erro.

Tentativa de Workaround 1: substituo o protocolo pelo xmodem, para isso tenho que informar ao bootldr para usar xmodem:
boot> set ymodem 0

Mas após enviar o arquivo ocorre erro, a imagem do LCD começa a se deslocar como se estivesse presa em um laço de repetição sempre escrevendo em todos os pixels da tela.

Tentativa de Workaround 2: dividir o firmware em duas partes e gravar cada uma numa posição da memória flash:

$ dd bs=1k count=16384 if=ppc2003.img of=ppc2003_1.img
$ dd bs=1k skip=16384 if=ppc2003.img of=ppc2003_2.img

boot> load flash 0x40000 0x1000000
Enviando a primeira parte (16MB)

boot> load flash 0x1040000 0xF80000
Enviando a segunda parte (15.5MB)

Funcionou!!!

iupi!

Chamada reversa PABX quando linha ocupada

Se você liga para um ramal interno da empresa ou instituição onde você trabalha e a linha está ocupada, antes de desligar você pode pressionar a tecla 6, assim quando a pessoa para qual você tentou ligar terminar a ligação, e colocar o telefone no gancho, o telefone dela e o seu irão tomar ao mesmo tempo. Isto evita que você fique fazendo “pooling” até a pessoa terminar a ligação.
Não sei se isto funciona em todos os PABXs, aqui na UFRGS funciona bem.

Finalmente um programa de Alarm para Gnome

Uma das coisas que sentia falta no Gnome era de um programa de alarme, algo mesmo mais simples que o KAlarm do KDE estava valendo.

Finalmente encontrei um software legal, que faz exatamente isso:
http://gnomefiles.org/app.php/Alarm+Clock

Pontos negativos do programa:
* a instalação não funcionou comigo, ele espera encontrar o diretório: ~/.local/share/applications/ que não existe no meu sistema.

* o programa complica a vida do usuário, para adiciar um evento tem que criar um nova entrada na lista de eventos, depois ir em notificações e mudar o título da janela de aviso e o texto de notificação.

Poderiam simplificar, algo como o sistema de Agenda do Gmail estava ótimo, no mais o programa funciona bem.

Atualização: para instala-lo basta executar: sudo apt-get install alarm-clock

OSEK/VDX rodando na minha plaquinha PIC

Consegui portar o PICos18 OSEK/VDX para rodar na placa CAN (PIC18F2680) que tenho aqui no GCAR. Foi um bocado trabalhoso, mas nada de mais, tudo bem simples.
Basicamente tive que criar o arquivo de linker para que o PICos18 fosse “linkado” para as posições corretas de memória do PIC18F2680.

Outro problema que tive, foi com relação ao uso do registrador PORTA para acender um LED. Criei uma tarefa rodava com prioridade alta e que aguardava por eventos gerado pelo Alarme do OSEK, a tarefa respondia corretamente para a primeira ativação do Alarme (acendendo o LED), mas nas demais ativações o LED não mudava de estado.

A solução encontrada escrever no registrador LATA, ou invés de PORTA, como sugerido em: http://www.neufeld.newton.ks.us/electronics/?m=200702

“Que Brasil eim?”

Esta foi a frase proferida pela apresentadora do fantástico Glória Maria durante o fantástico de domingo passado (11/11/2007), após a apresentação da matéria sobre mordomias de presos numa cadeia. Sobre ela falei depois, primeiro quero comentar o caso do roubo do rolex do apresentador Luciano Huck ocorrido há mais de um mês.

Num país onde grande parte da população vive na miséria, creio que não é de bom senso andar ostentando um rolex que custa mais de U$ 20,000.00. Mais infeliz que esta atitude, foi a frase que ele disse numa entrevista ao jornal Folha de São Paulo: “para resolver o problema só chamando o capitão Nascimento”, referindo-se ao personagem do filme Tropa de Elite.

Ora, o país não precisa de capitães como o do filme, eles não resolveriam o problema, só aumentariam a opressão. O Brasil precisa sim é de governantes que criem mais empregos, melhorem hospitais e principalmente invistam pesado em educação para que, em algumas décadas, a desigualdade social diminua e crimes como o que aconteceu com o apresentador se tornem menos frequentes.

Mas é interessante o que aconteceu depois: a polícia preparou uma operação para desarticular várias quadrilhas de roubo de relógios. É sempre assim, quando alguém do “Establishment Global” sofre alguma “injustiça”, rapidinho os órgãos “competentes” resolvem o problema. Desta forma toda a sociedade sai ganhando. Quem sabe até, no futuro, esta bondosas almas televisivas não sejam santificadas pela igreja por terem ajudado a salvar tantas vidas?

Voltando ao título deste post, a frase de Glória Maria. Realmente ela tem razão de ficar indignada pelo fato dos presos pagarem(subornarem) para terem mordomias nas cadeias, todo mundo fica indignado com isso. Mas será que ninguém fica indignado ao saber que a apresentadora gastou nada menos que R$ 150.000,00 num par de brincos feitos de ouro e diamantes? Infelizmente a apresentadora foi vítima da própria hostentação, leia as fontes.

Estamos num país livre, todo mundo tem direito de fazer “bom uso” de seu próprio dinheiro (dependendo do caso, até do dinheiro dos outros), mas bom senso e “canja de galinha” nunca fizeram mal a ninguém.

Fontes
O Rolex: http://oglobo.globo.com/sp/mat/2007/10/02/297969954.asp
O Brinco de 150 mil: http://ego.globo.com/Entretenimento/Ego/Noticias/Gente/0,,MUL52488-8334,00.html