Day: July 23, 2008

Ripador de MP3/OGG

Sou utilizador de longa data de um otimo ripador de ogg/mp3 pra Linux chamado “abcde”. Este software cumpre muito bem seu papel, basta digitar abcde no terminal que ele ira ripar automaticamente todas as trilhas do CD e criar os arquivos mp3 ou ogg correspondentes. Tambem a usei o CD Juicer, ou coisa assim, que vem no Ubuntu, mas acho o abcde mais pratico e rapido.

Porem ontem ele me deixou na mao, resolvi ripar o CD do curso de ingles, que estou fazendo no CNA, para poder ouvir no mp3 player/celular. Ele foi bem ate a trilha 10, mas na 11 deu problema, tentei varias vezes e sempre travava na trilha 11.

Como estou usando o notebook da empresa, que tem Linux e Windows, resolvi procurar um ripador para Windows. Uma simples pesquisa por “CD to mp3 converter” me retornou um excelente ripador de CD: O Free CD to MP3 Converter: http://baixaki.ig.com.br/download/Free-CD-to-MP3-Converter.htm

O software eh muito bom, so achei que eles poderiam pedir pra gente selecionar o pasta onde os arquivos serao gravados, ele sempre grava em dentro de Program Files, no mais o software atende bem.

ALSA ou OSS?

Durante muito tempo o system de som padrão do kernel do Linux era o OSS (Open Source System), mas depois que o desenvolvedor deste sistema foi contratado pela empresa 4Fronts o código fonte do sistema foi fechado e apenas as versões mais antigas forma mantidas no kernel do Linux.

Quando isto aconteceu alguns desenvolvedores do Linux resolveram criar um substitudo para o OSS, com mais recursos e também mais complexidade. Este sistema era o ALSA, que atualmente é o sistema de som padrão do Linux.

Para minha surpresa encontrei um post “metendo pau” no ALSA e ressaltando as vantagens do OSS, leitura recomendada para quem quer entender mais sobre a história do suporte a aúdio no Linux:
http://insanecoding.blogspot.com/2007/05/sorry-state-of-sound-in-linux.html