Adjetivos

Foi escrevendo tutoriais sobre assuntos relacionados ao Linux que descobri uma coisa interessante sobre mim. Quando eu era criança tinha muita dificuldade em aprender português, por outro lado conseguia aprender matemática com muita facilidade.

O que eu descobri escrevendo tutoriais é que as pessoas que estão começando a descobrir um novo mundo sentem dificuldades para fazer coisas que para a maioria parecem simples. Por exemplo, se em um tutorial eu colocar vá até o diretório etc e edite o arquivo fstab, neste momento a pessoa ficará perdida. Então o melhor seria dividir isto em partes e colocar o exemplo de como se faz:

Vá até o diretório etc :
cd /etc

Edite o arquivo fstab
vi fstab
ou
nano fstab (usuarios novatos se sentirão mais a vontade com editor mais simples)

Mas o que isto tem a ver com minha dificuldade de aprender português na infância? Tudo!

No exemplo acima eu estava falando para a pessoa fazer algo que é muito simples e natural para mim, mas não para uma pessoa que está começando. Neste caso é melhor usar uma linguagem que a pessoa menos experiente entenda e de preferência com exemplos.

Vejam como um professor de português ensina o que é um adjetivo a uma criança de 8 anos:
“Adjetivo é a palavra que qualifica o sujeito”

Uma criança desta idade mal entenderá o que significa a palavra “qualifica”, muito menos o “sujeito” que o professor ensinou em alguma aula passada usando a mesma “didática”.

Talvez uma forma simples de explicar a uma criança o que é um adjetivo é dizer:
“Adjetivo é uma palavra que vem logo após a palavra mais importante da frase e serve para dizer de que tipo ou como é aquele objeto”
Exemplo: O carro amarelho entrou na garagem.

A palavra mais importante da frase é o carro, pois é dele que estamos falando e é ele quem fez algo (sujeito da frase). De que tipo, ou como, é o carro? Amarelo! Pronto, a criança descobriu o adjetivo da frase.

Infelizmente os livros didáticos para as crianças são escritos por adultos que pensam como adultos e não conseguem se colocar no lugar de uma criança, por isso o nosso aprendizado é vergonhoso.

Quando todo mundo perceber isso, verão que quem está errado é o adulto que ensina e não a criança que não conseguiu aprender.

4 thoughts on “Adjetivos

  1. Poxa!!! Gostei muito do recado, sou pedagoga e sempre estou batendo nesta tecla, de que o conhecimento só não é o alcançado quando o professor não é sensivel as deficiências e limitações dos alunos, quando ele não consegue enxergar “o como” o aluno pode aprender.

    Um grande abraço!!!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s